Namorado mais

Pessoas LGBT+ tiveram mais problemas financeiros e de preço acessível, posso ter momentos íntimos com o tamanho do p* do namorado

2020.11.25 01:58 bs-arco_iris Pessoas LGBT+ tiveram mais problemas financeiros e de preço acessível, posso ter momentos íntimos com o tamanho do p* do namorado

Pessoas LGBT+ tiveram mais problemas financeiros e de preço acessível, posso ter momentos íntimos com o tamanho do p* do namorado submitted by bs-arco_iris to BrasilSimulator [link] [comments]


2020.11.24 22:07 itmanus Primeira consulta na psicóloga

olá pessoas me chamo M, tenho 19 anos e tenho diversos problemas mentais, como depressão, ansiedade e borderline, nunca fiz terapia e uso de medicamentos, por motivos de: minha família tem a mente muito fechada e pra eles é desnecessário eu me tratar, observação: fui abusada sexualmente por meu pai e ex padrasto, tive um relacionamento abusivo, sofri bullying e preconceito toda a minha infância e hoje não tenho amigos por não conseguir confiar e não ter ânimo pra nada, apenas quero ficar isolada, já tentei me matar diversas vezes e sempre tenho crises (enfim, não tenho motivos né?)
Acontece que, meu atual namorado que é uma pessoa incrível e não aguentava mais me perder aos poucos por conta dos meus problemas e família tóxica, resolveu dar um basta nisso e me levar para um centro de atendimento psicológico, hoje fiz meu registro, uma psicóloga conversou o básico comigo e agendou para amanhã minha primeira consulta de terapia, EU TÔ MUITO FELIZ, eu quero muito ficar bem, esquecer todas as coisas ruins e conseguir seguir em frente, espero conseguir tudo isso <3
Em relação a minha família, não gostaram de eu ter ido, mas não me importo mais, quero me concentrar em mim, e meu namorado disse que se eles tentassem interromper meu processo, ele mesmo iria se resolver com eles e não deixaria novamente eu me afundar em coisas ruins.
É ISSO, TORÇAM POR MIM E MANTEREI SEMPRE QUE POSSÍVEL VCS ATUALIZADOS <3 (claro para os que se importam)
Beijinhos ♡
submitted by itmanus to desabafos [link] [comments]


2020.11.24 16:56 ThrowAwayLovePt Como criar um monstro (história verdadeira/desabafo)

Criei esta conta apenas para este desabafo e para pedir opiniões. Há coisas que na vida não fazem sentido, mas o amor deve estar no topo da minha lista.
No ano passado iniciei uma relação com uma rapariga, após vários meses de amizade, avançamos. Parecíamos perfeitos, um complemento um do outro. Logo no inicio surgiu um percalço, o ex namorado dela que tinha sido mau para ela e que a abandonou aquando um problema de saúde dela, andava de novo a enviar-lhe mensagens. Falei com ela, ela garantiu-me que ele era passado e que não ia falar com ele. Ela começou a ficar estranha, e através de uma amiga soube que se andava a encontrar com ele. Houve uma zanga entre nós, mas uma semana depois estava tudo resolvido e ela bloqueou-o em todo o lado.
A relação prossegui bem e feliz. Parecia que estava a viver um conto de fadas. Muita gente e amigas estavam contra a nossa relação. Ela era um pouco mais "forte", eu "atlético", corpo definido, bom emprego. As amigas dela mandavam constantemente piadas por causa disso.
Fomos passar a passagem de ano num hotel. Fui buscá-la a casa e o comentário que ouço. "Ai a minha amiga vai para um hotel de 5 estrelas e o namorado é que paga". Pois, nós estávamos num de 4 estrelas. Enfim.
No inicio deste ano, mudei de emprego para um grande empresa. Ainda não me esqueci. Estava a fazer a formação por essa empresa, só na parte da manhã. Era o dia dos namorados, durante a tarde fui ter com ela, pois ela estudava ainda, daí ter mais tempo, e passámos o resto do dia juntos.
Vim a descobrir mais tarde, que esteve comigo e nesse mesmo dia a combinar uma saída com o ex dela. Como? Foi ela que me mostrou as mensagens, mas diz que não aconteceu nada.
A relação continuou meia abalada. Com o covid, perdi o meu "bom" emprego e tive que ir trabalhar num supermercado. Mas mesmo assim, continuei a ajudar-lhe e a dar presentes caros. Inclusive fiz-lhe os testes dela e alguns trabalhos. Acaba o ano letivo, diz-me ela que funcionamos melhor como amigos. Chorei, disse-lhe que não, pedi por favor e ficou comigo.
A relação não durou muito, e ela andava comigo sem vontade, até ao dia em que eu disse acabou, chega. Foi em julho.
Em Novembro vi ela a publicar coisas na net, frases, vídeos daqueles xpto motivacionais. Percebi logo que não estava bem. Liguei-lhe, falámos, e a conversa correu bem.
Estávamos a ficar mais próximos, até que ontem liguei-lhe, ao atender o telemóvel começa a discutir e a insultar-me, dizendo que não quer anda comigo. Ainda ontem, ligou-me à noite, e já conversou comigo calminha, a dizer que estava nervosa e que o dia e a vida não lhe correm bem, que não tem ninguém. Disse a ela que entendia, e que podia falar comigo quando quisesse.
Hoje acordo, vejo que me bloqueou.
Isto faz sentido?
Agora o porquê do título: com isto tudo, andou e anda a dizer às pessoas que eu fui muito mau para ela, que a tratei mal. A família dela ficou a pensar mal de mim, os amigos igual, quando na realidade ela andava com o ex, e ainda agora diz uma coisa diferente a cada hora.
submitted by ThrowAwayLovePt to portugueses [link] [comments]


2020.11.24 08:42 Blu3png Será que ele está me traindo?

Eu vou tentar contextualizar pra você. Eu(20M) e meu namorado (22H) estamos juntos tem pouco tempo. Nossa conexão foi bem intensa e resolvemos namorar tem umas 3 semanas... Eu ainda estou conhecendo ele, obviamente, então ainda não confio 100%. Estava vendo vídeos sobre relacionamentos e tudo mais e uma mulher disse que todo mundo trai (coisa que não acredito) e pra confirmar essa teoria era só ver os comentários do instagram do parceiro. Ela plantou a semente e eu fui ver. Tinha uma mina em específico que comentou duas fotos dele e curtiu todas. Comentou "gostoso" zoando e outro elogio numa outra foto. Eu fui no perfil dela e ele curtiu praticamente todas as fotos dela (inclusive a de biquíni e mais recente/ 2 dias) e comentou fazendo observações em algumas fotos mais antigas quando a gente ainda nem se conhecia. Não elogiando de fato. Eu acho isso muito esquisito, porquê eu não faria isso estando com alguém. Ele é personal e trabalha numa academia famosa do RJ por ter muita gente influente, então ele sempre tá em constante contato com pessoas. Ele sempre seguiu MUITA mulher no instagram, inclusive perfis onde as fotos era a maior parte semi nude e etc. Depois ele fez uma "limpa" e apenas continuou seguindo quem segue ele q ainda é 90% mulher. A gente tem uma foto junto postada no perfil e inclusive essa mina curtiu. Sei lá, será que é neura da minha cabeça ou eu devo ficar de olho? Não acho muito plausível questionar pq a relação começou agora e isso pode soar invasivo, mas isso me incomoda muito e me fez perder confiança. Pode ser bruscamente sincero sobre oq faria e etc, mas analise bem e obrigada por tirar seu tempo lendo até aqui.
submitted by Blu3png to desabafos [link] [comments]


2020.11.24 00:20 Rafawzn Perdida

Bom recentemente terminei um relacionamento. O meu ex namorado é uma pessoa incrível e compreensiva, muito calmo e nunca me chateou.
O problema é que ele era muito diferente de mim, em questões de gostos e ambições. Ele nao se importava muito com estudos e a faculdade, e os estilos de música e gostos eram bem diferentes. No entanto seguimos mesmo com nossas diferenças.
Eu terminei o relacionamento porque eu iria me mudar da cidade e ia ficar um pouco longe e difícil de manter a relação, no entanto aconteceram uns imprevistos recentemente e acabou que vou ficar por aqui mesmo. Outro motivo pelo qual terminei é que tivemos algumas discussões e desentendimentos porque eu viajo bastante e não fico tanto tempo quanto eu gostaria com ele. Também teve o negócio de gostos e etc.
A umas semanas atrás eu vi ele na rua e meu coração bateu muito forte, ele não me viu então nem trocamos olhares nem nada. Nesse tempo separados só penso o quanto ele era bom comigo e etc, e estava cogitando a ideia de mandar mensagem para tentarmos mais uma vez.
Essa ideia evaporou quando esses dias eu vi muita interação entre ele e uma outra ex dele nas redes sociais. Ele faz músicas e ela começou a compartilhar as músicas dele demonstrando muito carinho (não quero pagar de louca, mas antes não tinha essa interação), não liguei muito, mas após isso vieram curtidas e comentários e etc. Será que ele pode já ter me esquecido e partido pra outra ?
Acho que ainda amo ele, mas não tenho coragem de falar com ele após esses acontecimentos, oque eu faço ?
submitted by Rafawzn to desabafos [link] [comments]


2020.11.23 19:27 ThrowRA23112020 Minha cabeça tá a mil... Me ajudem por favor

Olá Reddit!
Eu recentemente comecei a namorar uma garota de outro cidade e temos um relacionamento de longa distância. Ah e é o meu primeiro relacionamento.
Nós no começo fomos muito apegados muito ao outro, mas recentemente sinto que o fogo entre nós diminuiu, pois ela começou a estagiar em um lugar que recentemente levantou um pouco de stress nela, pois uma chefe dela “causou” lá dentro e várias pessoas foram demitidas bem na época que ela entrou. Ela infelizmente ficou até doente com isso, pois ela estava ansiosa para finalmente arranjar um emprego nesse momento em que estamos vivendo e não foi um mar de rosas pra ela.
Nós fazíamos videochamadas todos dias e ela parou, logo eu respeito isso e entendo o motivo, pois além do estágio ela tem a faculdade de noite. Ah e sem contar que quando ela adoeceu, eu fazia presentinhos para ela e as enviava. Eu me esforço tanto para cuidar dela, pois tenho medo de uma coisa que aí entra no tópico do meu desabafo...
Eu não vou revelar muito sobre ela, pois valorizo a privacidade dela. Bem... Antes dela ter um relacionamento comigo, ela teve 2 relacionamento anteriores que foram extremamente tóxicos, o qual o primeiro fez ela entrar em depressão. Só que já fazem quase uns 5 anos que aconteceu isso e parece (eu acho) que ela não superou 100% a dor, aí sinto que ela desconta em mim quando eu faço alguma coisa errada.
Eu estive na casa dela nesse fim de semana para matar as saudades e ela não estava tão ansiosa, logo até aí tudo bem, mas no meu lado eu estava sentindo uma carência, pois faz tempo que não via o rosto dela e a voz dela nas chamadas.
Nós saímos com a família dela e curtimos bastante (com segurança por causa da pandemia obviamente) o fim de semana e foi muito gostoso e demos muitas risadas. Nós tivemos até o nosso primeiro momento sozinhos (nunca tinha acontecido) e ficamos de boa falando sobre nossas vidas.
Só que aconteceu uma coisa... Nós estávamos aderindo TV na casa dela por várias horas e comecei a sentir tédio e eu errei... Era umas 23:00 de domingo (ontem) e eu comecei a abraçar ela e eu disse que eu queria um tempinho para a gente namorar (beijar e abraçar), pois hoje (segunda) eu vou voltar para minha cidade e ela vai trabalhar cedo. Acontece que ela mandou um “não” praticamente e fiquei muito triste e então eu falei que não vou mais assistir TV, pois eu estava com sono e preciso descansar bem para viajar de volta para casa.
Após o não, eu recebi umas 15 mensagens de texto dela, pois ela não queria puxar a minha orelha na frente dos pais dela. Ela simplesmente contou verdades (não vou falar só coisa boa do meu lado), as quais eu preciso amadurecer e ter responsabilidade e sim, eu quero mudar! Porque o meu maior medo é que o nosso relacionamento se torne tóxico e não quero que ela sofra tudo de novo, mas tem uma coisa na minha mente que é o seguinte... Eu nunca iniciei uma discussão e além do mais eu não gosto de brigar e sim de conversar, mas ela solta toda descarga falando de tudo o que aconteceu com ela no passado durante a briga que me faz sentir muito mal por mim e por ela... A minha crise de ansiedade chega até atacar, mas eu já estou tratando com uma psicóloga.
Eu acordei hoje antes dela ir para o trabalho e saiu berrando com os pais dela sobre o quanto que eu fui idiota e isso me entristeceu muito... Eu fiquei em um quarto da casa dela por várias horas fingindo que estava só trabalhando de Home Office (não consegui trabalhar e justifiquei) e fiquei esperando ela ir embora, porque deu muita vergonha... Chegou uma hora que ela teve que entrar de qualquer forma no meu quarto para pegar algo... Ela me mandou até uma mensagem do quanto escroto eu fui... E eu simplesmente não queria ficar com raiva, pois lembra do que eu tinha falado de que eu não gosto de brigar? Eu simplesmente mandava desculpa e ela falava toda hora que desculpa não dá... Aí eu falava que vou mudar e que reconheço os meus erros (eu listei todos) e ela dizia que eu não entendia de nada...
Bem... Ela não é a vilã da história, pois eu sei que ela ainda está trabalhando para ser uma pessoa melhor, mas eu também não sou o santo, porque já fiz coisas sem graça com ela. Eu estou trabalhando para não ser apenas um bom namorado, mas ser uma pessoa melhor.
Ela reparou que eu comecei a chorar e muito... Ela do nada entrou no meu quarto e veio me abraçar e me beijou... Ela falou para não chorar... Mas como? As coisas mudaram entre a gente... Eu simplesmente disse para ela que vou querer conversar seriamente com ela depois...
Ela pediu para tomar café da manhã, mas eu não consegui, logo esperei ela ir trabalhar e esperei o horário de almoço. A minha sogra teve que me chamar pra almoçar, mas aí eu fui. Eu fiquei com medo que eles (os pais dela) estivessem bravos ou algo parecido comigo, pois ela já passou por tanta coisa... Mas aparentemente não estavam e até conversei sobre o meu dia-a-dia com eles e deram risadas (que bom!).
Eu voltei para o quarto e falei que ia descansar... Mas aí estou aqui desabafando e contando sobre o que aconteceu... Eu chegando de volta na minha casa a noite, eu irei falar com a minha psicóloga, porque estou muito ansioso e preocupado com o nosso relacionamento. Mas aí eu queria pedir a opinião de vocês sobre o que eu devo fazer, pois eu sinto que eu devo ligar para ela a noite, mas como que posso manter uma conversa saudável? Eu não quero xingar ela ou abaixar ela, eu só quero demonstrar para ela que vou mudar e que pode confiar em mim que nada do que ela falou vai acontecer!
Ahhhhh uma coisa... No começo do nosso relacionamento ela de vez em quando entrava no assunto de falar sobre para estar “preparado” para fim de relacionamento (sim, é assustador para mim), pois nem todos relacionamentos duram para sempre... E na minha opinião sim, eu sei que isso é verdade, mas tudo depende da gente não é? E ela demonstrava muito insegurança quando ela falava sobre isso... E cheguei até dar um puxão de orelha nela que mal entramos e ela já demonstra isso por causa do passado dela que nunca (infelizmente) deu certo... Sabe... Eu sempre cuidei dela e tratei muito bem a família dela para do nada falar sobre essas coisas? Eu sei que eu erro também, mas já reconheci os meus erros, mas como lido com uma pessoa que coitada... Infelizmente teve esse passado? Eu sempre faço e farei com amor as coisas e do nada o nosso relacionamento fica espinhoso...
Me deem sugestões saudáveis por favor... Obrigado!
EDIT 1: Muito obrigado pelas opiniões, pois eles me confortam e me dão uma visão realista do que eu tenho que ter. Daqui algumas horas eu irei falar com ela! Inclusive ela está me perguntando como estou de viagem para a minha casa, logo já estamos mais “okay”!
EDIT 2: Bem... Eu falei para ela que eu queria conversar como adultos sobre o que aconteceu e ela disse que não quer conversar mais sobre isso... Fazer o quê...
submitted by ThrowRA23112020 to desabafos [link] [comments]


2020.11.22 17:22 ExoticProgrammer1989 Confissão

Tenho um relacionamento de 3 anos (eu 22 e ele 25), ele é um cara incrível e eu realmente o amo e admiro. Acontece que de uns meses pra cá eu venho ficando muito entediada com o namoro e em alguns aspectos sexuais também. As coisas não são mais como no começo e eu entendo que isso é normal. Eu sempre procuro ser muito aberta em relação as minhas expectativas e sempre fui de expor o que eu tô sentindo no momento. Eu já comprei itens pra apimentar a relação (se eu não fazer questão de usar ele nem se importa), sugeri irmos a lugares diferentes pra transar mas ele não teve nenhuma atitude até hoje (a última vez que fomos a um motel vai fazer um ano), eu estou sempre querendo fazer coisas diferentes mas ele é muito tradicional. Ontem mesmo passei de lingerie na frente dele esperando algum comentário fogoso mas não rolou. Ele me procura, quando dormimos juntos sempre fazemos sexo e é bom. Eu já joguei verde para saber o que ele achava de ménage e ele sempre disse que nao curte. Acontece que ultimamente eu venho me sentindo culpada por alguns pensamentos que venho tendo, tem uma pessoa no trabalho que me despertou a minha atenção e a gente vem trocando certos olhares, nada demais. Eu tenho tido pensamentos sexuais com essa pessoa e já cheguei a me masturbar pensando nele. Me sinto extremamente culpada por estar pensando sexualmente em outra pessoa mas também um pouco infeliz com a minha vida sexual com o meu namorado. Eu realmente o amo e não sei como vou superar esse tesão no outro cara e essa fase sem graça do meu namoro.
submitted by ExoticProgrammer1989 to sexualidade [link] [comments]


2020.11.22 07:09 Novel_Resident_ "Melhor amiga"

( Alarme! Texto grande!! ) A muito tempo atrás na minha antiga escola eu tive minha primeira melhor amiga, porque eu nunca tive um amigo de verdade isso era muito especial pra mim, nós conversamos sempre, de intervalo até a saída todos os dias, ela era um ótima amiga até as coisas... Mudarem, ou melhor ela mudar.
1° bandeira vermelha: namorados.
Ela nunca foi uma pessoa de namorar até ela começar a gostar de um cara na minha sala, ela nunca parava de falar o quanto ela gostava dele e como ele era lindo e tals, ela falava tanto que esse acabou sendo o assunto favorito dela por meses, eu não suportava só falar sobre garotos ou em namoros ( e até hoje não é um dos meus tópicos favoritos. ) mas como eu sabia que ela nunca tinha se apaixonado antes era normal ela ficar toda hora falando dele, então eu só fui paciente, mas toda a vez que eu tentava puxar sobre um assunto diferente ela sempre dava respostas rápidas pra o assunto acabar logo, o que não era bem, muito legal. Eles acabaram namorando, yaaay. Eu finalmente achei que esse papo de garotos ia acabar mais só ficou pior, não durou muito tempo o namoro e eles terminaram bem rápido, ela passou mais um monte de meses só falando o quanto ele era babacas e tals e sla o que e novamente quando eu tentava só mudar de assunto ela continuava falando mau dele e dai pra frente todos os assuntos que ela tinha pra conversar girava em volta de garotos e namoros.
2° bandeira vermelha: Novas amizades.
Eu nunca tive problema em ter um amigo ou dois a mais, mais como ela era minha primeira melhor amiga era normal eu ter um pouco de ciúmes, a gente começou a sair um uma menina super bacana e eu não tinha nenhum problema com a presença dela, mas essa garota que começou a falar com ela não era gente boa, era repetente e também se metia em bastante briga e uns rolos aí, eu nunca fui de conversar com ela mais já a minha melhor amiga já adorou ela mas meio que essa garota ( vou chamá-la de Mara) a Mara não gostava nem um pouco de mim, era grossa, não tinha respeito pelas coisas que eu gostava e era bem violenta. Eu falei várias vezes para minha amiga ficar longe dela porque ela não era boa pessoa mas ela nunca me escutou ( ela nunca me escutava também quando eu alarma-va sobre garotos babacas que ela insistia em namorar) e então eu pensei, se ela não vai me escutar talvez eu tenha que fazer a Mara ir embora conversando com ela, então foi o que eu fiz, mas a situação ( obviamente) saiu do controle e ela fez minha amiga pensar que eu era muito ciumenta e a trouxe para o ciclo de amizade tóxico dela. Nós brigamos e depois disso paramos de nos falar por um bom tempo.
3° bandeira vermelha: Reconciliação.
Após muito tempo sem se ver, eu tinha me arrependido pelas coisas que falei e realmente acreditei que eu era apenas ciumenta e deveria pedir desculpas, e foi isso que eu fiz, eu pedi desculpas e ela também e nos abraça-mos, eu estava tão feliz, eu pensei que a gente era melhores amigas de novo e que tudo iria voltar a ser como era antes, bem não foi bem assim. Não nos falamos mais, ela criou um novo ciclo de amizade e eu também, os assuntos não eram os mesmo e acabou que o pedido de desculpas foi só pra não ter peço nas costas. Mas mesmo assim eu pensei "sem ódio, o que importa é que não estamos mais brigadas e é isso que importa" e assim foi, a vida continuou. Mas a história acaba aqui? Bem eu queria, mas não.
4° e última bandeira vermelha: Fofocas.
Lá estava eu com meu amigo ( vamos chamá-lo de Caio ) eu e ele estávamos apenas conversando no final da aula como fazíamos, mas ele estava agindo diferente. Ele não estava conversando muito e ria baixinho de vez em quando, eu não perguntei o porque pois eu queria respeitar o espaço pessoal dele e porque provavelmente não era da minha conta. Mas de repente ele para a conversa e fala: " Ei, é verdade que você gosta de mim?" Eu fiquei congelada no lugar, eu nem sabia o que disser, como ele sabia da minha quédinha por ele que eu tive no 4° ano? Eu não tinha contado pra ninguém, só pra... " Ei Caio, uh quem te disse isso?" Ele respondeu ainda com um grande sorriso em sua cara: " a foi a fulana ( minha melhor amiga ) ela disse que se gostava de mim e tals." Eu nem sabia o que responder, porque ela diria isso pra ele?? Eu fiquei furiosa, nós não éramos mais amigas mais ela sabia que o Caio era meu amigo! E melhor amiga ou não isso era totalmente babaca da parte dela contar um segredo constrangedor meu. Eu nem sabia o que responder, soltei a resposta mais rápida que pude pensar: " Ah... hehe é bem, eu gostava mesmo mais... Isso já faz muito tempo e hoje eu não sinto mais nada." Após isso eu vi seu grande sorriso totalmente desmoronar lentamente, e ficou um silêncio horrível entre nós, bem o Caio não conversou mais direito comigo depois.
eu nem sei o que pensar sobre ela hoje, e tenho medo de ela ter contado mais segredos constrangedores sobre mim. Bem foi isso, muito obrigado por ler até aqui! Até o próximo desabafo eu acho kkkk
submitted by Novel_Resident_ to desabafos [link] [comments]


2020.11.22 04:14 TheLowEndPcUser012 Eu não consigo superar meus sentimentos.

Em 2016 eu me apaixonei por uma amiga minha, nós eramos bem próximos um do outro, daquele tipo de amizade que fica conversando por horas sem enjoar. No ano seguinte ela terminou com o namorado dela e por consequência da nossa proximidade, a gente começou em um "relacionamento", sim...com aspas. Durante o pouco tempo que ficamos juntos ela sempre pediu pra manter isso em segredo até a poeira baixar, já que fazia pouco tempo desde que ela tinha terminado com o namorado, depois disso ela teve uns problemas relacionado a nossa religião, existe uma coisa chamado julgo desigual que basicamente só permite que evangélicos só busquem relacionamentos com evangélicos e por consequência disso nós "terminamos" no começo de 2018, mas ela me fez prometer que continuariamos melhores amigos, dois meses depois do término ela começa a namorar outra pessoa (evangélica). Estamos em 2021, ainda mantenho a minha promessa...mas por 3 anos eu venho tendo que engolir meus sentimentos, não consigo me interessar por mais ninguém, eu acho que estou doente.
submitted by TheLowEndPcUser012 to desabafos [link] [comments]


2020.11.22 03:47 logain123 Não existe comunidade LGBT

Vira e mexe eu vejo gente reclamando que a comunidade não é acolhedora, qua as pessoas se assumem esperando uma comunidade onde todos se aceitam e são ouvidos mas que na real ela é GGGG.
Isso é pq simplesmente essa ideia de comunidade lgbt não existe, ela foi criada como movimento político pra renvididar direitos aos Estados, nada mais. Se fizermos uma estimativa de que 15 por cento da população é lgbt de alguma forma isso da 30 milhões de brasileiros, obviamente essas pessoas vão ter históricos de vida, objetivos e visões de mundo bem diferentes entre si, então obviamente essas pessoas não se sentiram como um grupo coeso.
Falo isso como homem gay branco cisgenero de classe média, faço parte do grupo de pessoas que sempre está sendo acusado por militantes de ser predominante no movimento e mesmo assim as únicas pessoas lgbt que sou próximo são meu namorado e uma amiga lésbica. Comunidade lgbt não me abraça pq ela não existeela não é um clube ou uma fraternidade. São apenas pessoas com uma única característica em comum que se juntaram pra ter voz política.
Vc não tá sendo ignorada pela comunidade pq vc é bissexual e genderfluid, vc tá sendo ignorado pq a comunidade não abraça ninguém, uma ideia não pode abraçar ninguém. para de achar que existe um clube de homens brancos por trás de comunidade proibindo a entrada de vcs, esses homens só estão juntos por interesse sexual, vai ver a vida deles e eles fazem tanto parte da comunidade quanto vcs.
submitted by logain123 to arco_iris [link] [comments]


2020.11.22 02:41 Ordwar Problemas com a família (longo)

(talvez não seja longo)
Há alguns meses fiz um post sobre meu cunhado e minha irmã que deixaram o bebê de 1 ano deles jogar uma garrafa na minha cadelinha, ela rosnou e foi correr na direção dele, pisaram nas costas dela e agora ela tem problema na coluna.
Eu nunca culpei a criança afinal ele não sabia o que estava fazendo, mas fiquei puta por nenhum dos dois cuidarem pra isso não acontecer. Acontece que enquanto minha mãe e eu levávamos a mel em vet e gastávamos mais de 700 reais, meu cunhado ria e dizia que era melhor ter matado logo.
Hoje o assunto voltou na mesa e meu cunhado comentou que se precisasse ele enterrava a minha cadelinha, fora algumas ofensas como dizer que eu e meu namorado vivíamos no meio do lixo (por causa de obras meu quarto está constantemente cheio de pó e com muita coisa empilhada em caixas), sendo que eles deixam roupa no varal por dias e quando chove já continua no varal pra secar depois da chuva, algumas roupas emboloradas na lavanderia deles e o quarto do meu sobrinho cheio de coisas espalhadas que nunca são arrumadas.
Eles também possuem uma cadelinha e adoram falar que o filho deles puxa os pelos a ponto de machucar e ela já está se irritando com isso. Depois da treta de hoje ninguém ta se falando, meus pais não querem dar razão para nenhum dos lados pra não gerar mais conflito.
submitted by Ordwar to desabafos [link] [comments]


2020.11.22 01:08 bombarril Ruim com ela, pior sem ela

TL;DR: terminei hoje, eis aqui um longo desabafo.
Hoje de tarde pedi um tempo para minha então namorada. Nossa relação estava me fazendo mal, e os momentos bons eram tão raros que não compensavam o esforço. Mas como me dói... Eu ainda amo aquela menina, e sei que ela realmente estava tentando ser uma boa namorada para mim, só que eu não acho que ela possa simplesmente mudar o jeito dela, nem acho que isso seja correto.
Eu sinto falta de quando a gente era amigo. Tudo era tão mais fácil... A gente se via, comia junto, dava risada, assistia um filme. Depois disso, íamos cada um pra sua casa, sem compromissos, sem discussões. Só coisa boa. Começamos a namorar e começam as expectativas um do outro. Eu nem sei se eu pedia demais, sabe? O que me motivou a pedir um tempo foi a falta de interesse dela.
Eu sei que ela tem seus compromissos, e que o pai dela é um pé no saco, mas poxa, já estamos há 20 dias sem se ver, e moramos perto. Eu também tenho meus compromissos, e conseguia sempre arranjar um espacinho para acomodar algum encontro ocasional. Eu propunha encontros sempre, sempre. Na amizade a gente se via umas 3 vezes por semana. Começamos a namorar e passamos a nos ver aos fins de semana. Depois só de domingo. Estamos há algum tempo nos vendo domingo sim, domingo não. E pra mim isso simplesmente não dá. E quando a gente finalmente se vê, ela age tão distante... Ela não segura minha mão nem me beija. Se eu ganhar um selinho é muito. E mesmo que eu só abraçasse ela pelo resto da minha vida, por mim isso não seria problema, sabe?
Eu me sinto... descartável. Toda vez que eu planejo um encontro e ela me fala uma das 3 clássicas, eu fico bem mal.
  1. Estou ocupada
  2. Meu pai não deixa
  3. Não quero
E ela? Tanto faz. Ela mesmo me disse isso uma vez. Não fazia diferença se ela me visse ou não. Ela estava contente apenas trocando mensagens. A gente praticamente webnamora, embora moremos na mesma cidade e sejamos maiores de idade. Ela é um amorzinho por mensagens, responde rápido e a qualquer hora, sempre dizendo que me ama e que me quer na sua vida. Mas ela fala uma coisa e age de outro jeito... Sei lá. Peço pra fazer call e parece que eu tô pedindo o cu dela. Sempre um sacrifício pra ela fazer qualquer coisa. Convido ela para jogar o jogo favorito dela, pq eu tô com saudades, e ela várias vezes me diz q n ta a fim ou q tem mais oq fazer. Daí em questão de 1h eu vejo e ela ta la jogando solo q. Ah, mas vsf. Eu valorizo demais o tempo q eu passo com ela, seja oq for. Pra vc ter uma ideia, eu já fui até em velório pra outra cidade com ela. Odiei, foi péssimo, mas eu fui pq era com ela. A companhia dela me motivou. Agora ela? KKKKKKKKKKKKKKKKKKK. Uma vez eu tava NA RUA DELA, e falei:
"Amor, tá em casa?"
"Tô, pq?"
"Tô aqui em frente kkkkk. Vem aqui"
"Não posso"
"Como assim?"
"Tô ocupada agora, não vou sair aí"
Eu chorei. Estava morrendo de saudades. Eu sou meio trouxa, eu admito.
Sei que ela era fiel. O problema real dela é a depressão. Ela sofre com isso desde a amizade, e eu sempre fiz meu melhor pra ajudar ela com isso. Sei que provavelmente seria bom pra ela que eu continuasse vivendo este relacionamento, mas honestamente, pra mim não dá mais. Choro quase todo dia, passo um puta nervoso, pq ela simplesmente se isola de mim e de todo mundo. Preferia ainda ser o amigo dela. Ser seu namorado tem sido desgastante.
Enfim, pedi um tempo pra ela hj de tarde, após mendigar pela terceira vez no dia se eu poderia ver ela. De manhã, ela disse q n sabia, q ia ver. No almoço, disse que faria faxina e q só se fosse mais tarde. Daí fim de tarde ela me diz q nem fez faxina, e que n ta fazendo nd, mas q a gente n ia se ver msm. Isso a gente estando há VINTE dias sem se ver. Daí eu tiltei. De modo educado, claro.
"Sério. Pra mim não dá mais. Não aguento mais esse sufoco pra simplesmente ver a sua cara. Eu quero um tempo."
A resposta dela?
"Tudo bem, eu compreendo. O que quer que você ache melhor para vc"
Não nos bloqueamos nem nada. Só não nos conversamos, e planejo tratar ela como uma conhecida por algum tempo, enquanto eu organizo minha cabeça, e ela a dela.
O que eu realmente espero com isso é que ela mude de ideia sobre tudo, e comece a me valorizar. Mas eu n acho q isso vá acontecer. Acho q acabaremos n voltando mais.
O que me dói, honestamente. Sei que todo mundo deve dizer isso, mas é minha primeira namorada e eu n consigo imaginar outra pessoa em seu lugar. Eu vou provavelmente procurar alguém muito similar, e comparar essa pessoa à minha ex. Eu simplesmente amo ela, conheço tudo dela, sei de tudo que ela gosta e de que ela não gosta. Sei dos podres, dos problemas, dos medos. E ela os meus.
Caras, aiai. Eu amo ela como eu amo minha irmã, como eu amaria uma filha. Eu quero tanto ela bem, puta merda. Eu tô mto dividido, queria que ela fosse diferente. É só... Mas é tão difícil...
Antes fosse só ela o problema. O pai dela me detesta por várias e várias razões. Eu tenho que ouvir as abobrinhas dele toda vez que cogito algo que ele não aprove, além do que ele já critica meu jeito e minhas atitudes. Ele me culpa por tanta coisa que eu nem tenho nada a ver...
Queria nunca ter pedido ela em namoro, gente. Acho que é isso. Sinto falta da minha amiga, e da minha paz de espírito.
submitted by bombarril to desabafos [link] [comments]


2020.11.21 18:25 cacsjuh Término de relacionamento

Um mês atrás o meu ex terminou comigo, 20 dias após me dar aliança pra comemorar 1 ano. Sempre fiz tudo pra que o nosso namoro pudesse dar certo mas ele nunca fez o mesmo. Dentre outras coisinhas ele terminou pq não me amava da mesma forma que eu amava ele, e que eu merecia alguém "melhor"
Nunca tinha passado por isso e tem sido foda, nunca me senti tão pra baixo por tanto tempo assim. Tô desanimada, não consigo comer, e o que eu como coloco pra fora.
Enquanto isso ele ta saindo com os amigos, ficando a madrugada toda fora e eu fico em casa me corroendo, pensando no que ele ts fazendo, se ele tá bem.
Não aguento mais me sentir assim.
Algumas coisas: ele foi meu primeiro namorado, o primeiro que levei em casa, o primeiro que me deixei transparente.
submitted by cacsjuh to desabafos [link] [comments]


2020.11.21 06:27 boxesroll Por que insiste quando sabe que nada será como antes?

Você voltou e logo as lágrimas que secaram voltaram a cair. Fiquei feliz por te-lo novamente como uma notificação e triste por desenterrar um amor que só floresceu em mim. Eu não sei o que você e está fazendo aqui quando claramente não estamos mais na mesma vibe. E tudo que você um dia abominou, prática comigo. Você quer pagar de desapegado, o cara que supera tudo muito rápido e parte pra outra, o cara que sempre age do jeito certo... Tudo bem. Quando me perguntarem direi que fostes um bom rapaz. Não precisa insistir na nossa "amizade" como se me devesse alguma coisa. Nunca senti por ninguém o que sinto por você. Somos dois extremos; céu e inferno. Sempre achei que tínhamos uma sintonia maravilhosa por isso nos tornamos melhores amigose e depois namorados. Eu não consigo confiar em você, não confiava antes e confio menos agora. Você nunca se mostrou tão volátil. Mas eu já disse que não vou embora de novo.
Poxa... 3 vezes. Já posso pedir música no fantástico. Você também disse que quer ficar mas se for para ficar assim, prefiro que vá. Eu ainda te amo muito e você sabe disso. Se superar for esquecer completamente tudo e fingir que nada existiu, me desculpe mas não vou superar. Eu estava enterrando esse amor, ele tava ficando de lado, pequenininho até você ressurgir banhado no teu egoismo.
Poxa, pedi tanto pra você me deixar. Pedi tanto para não voltar nunca mais e isso era tudo que você precisava fazer. Isso só mostra que você realmente não gostava de mim. Eu digo que fui embora te amando e como você não sentia o mesmo, pedi para não mais voltar. Como você pôde ser tão egoísta? Eu criei um homem na minha imaginação com os teus moldes. Na realidade, você nunca foi esse homem. Estou completamente vendada. Não sei o que fazer e não queria ter o que fazer quando parece que só eu tomo decisões. Às vezes gostaria de nunca te-lo conhecido. Mesmo te amando estava seguindo em frente, conhecendo gente nova e bacana. Eu dizia a mim mesma que se fosse para você voltar que voltasse para colocar um sorriso no meu rosto e não me fazer passar noites em claro tentando me esvair de você. E se eu estou tão chata como você mesmo já disse várias vezes, pq vc simplesmente não vai embora? Você não é obrigado a me aturar e nem eu a te aturar quando digo que sou o teu reflexo em se tratando de comportamento. Você tá de mostrando um cara comoletamente escroto e me fazendo pensar em como pude gostar de você.
Por que você voltou? Por que esta aqui quando parece não querer estar? Você não me deve nada. Absolutsmente nada. Eu estava disposta a não voltar nunca mais e o mínimo que eu esperava de você era o mesmo. Que droga! Eu te amo tanto e não consigo fingir que nao. Eu quero o seu bem mesmo você não querendo o meu. Nossa última conversa ontem me deixou em estado de alerta e um tanto decepcionada. Não sei se cabe uma conversa pessoalmente. Eu só quero um poucos de paz de você.
submitted by boxesroll to desabafos [link] [comments]


2020.11.21 05:58 lipsouls Eu odeio pobreza

Eu odeio ser pobre, odeio quem prega a ideia de que dinheiro não traz felicidade. O ponto é, com uma boa situação financeira se é possível ter acesso aos melhores serviços, planos de saúde, roupas bonitas, viagens especiais, carros confortáveis, casas bem decoradas, educação de ponta, entre tantos outros benefícios que propiciam uma boa qualidade de vida e consequentemente a felicidade. Me sinto fútil mas sempre quis ter o melhor, não consigo aceitar que nasci e vou morrer na minha classe social, sempre fui uma pessoa esforçada estudei muito no período da escola, tenho fluência em inglês, bolsa integral em um curso concorrido e consegui um bom estágio em órgão público logo no segundo período da faculdade, no entanto todo esse portifólio não vai mudar nada na minha vida pois existem pessoas extremamente mais qualificadas e experientes que eu para cargos com boas remunerações, ou seja, todo pobre que cresce com a ideia de que educação transforma vidas vive uma enganação como eu vivi, já que mesmo com toda dedicação continuo na vida miserável e digna de pena que tenho. Não sou padrão mas sempre fui elogiada por conta da minha aparência e altura pois apesar de não ter dinheiro busco sempre me vestir bem já que me considero bonita e gosto de reservar um tempo para cuidar da minha aparência, por conta disso muitas portas se abriram para mim, conheci pessoas com alto poder aquisitivo, bem arrumadas, cheirosas, eloquentes e com assuntos para conversar que não fossem trabalho e filhos, me sinto feliz nesse meio social diferentemente do meio em que nasci onde viviam para trabalhar e chegavam em casa estressados, comiam qualquer comida barata e iam dormir reclamando da vida, verdadeiros infelizes. Por conta das vivências que tive ao longo dos anos com pessoas de diversas classes eu digo e repito, eu não consigo aceitar que sou pobre, eu não nasci pra isso, quero coisas grandes, tenho ambições e desejos para o futuro, no entanto quando os compartilho com minha família dizem que sou esnobe e que não valorizo a família que tenho e sou mal agradecida, entretanto, ninguém nunca fez nada para me ajudar, só sabiam fofocar quando me viam saindo com amigos ou namorados ricos, como se eu tivesse fazendo algo digno de repudia por não me relacionar com pessoas da mesma classe.
Resumindo, fico tão infeliz com minha condição financeira que quando voltei para minha cidade depois de passar 3 anos morando em um bairro nobre do Rio de Janeiro minha depressão que antes se mantinha controlada agravou e voltei a tomar remédio controlado. Atualmente vivo uma vida mediana e infeliz, trabalho em um escritório que recebo relativamente bem para minha idade mas nada que propicie as condições de conforto que almejo para vida, as vezes penso que só me casando com alguém de boa condição financeira é que vou realizar meus sonhos e objetivos. Por isso digo e repito, não vou ter filhos até que eu tenha como oferecer tudo que uma criança merece, não quero jogar mais gente no mundo para viver com tudo básico do básico e para ser motivo de pena para os outros. Enfim, só queria desabafar, sei que não vai mudar nada tão cedo mas aqui sei que posso escrever o que penso sem ser julgada por todos.
submitted by lipsouls to desabafos [link] [comments]


2020.11.20 23:58 Luis0077 Auto estima abaixo de zero

Olá pessoal. Senti de compartilhar isso. Sempre fui de ter pouquíssimos amigos e nenhum deles até o ano passado foram amigos com quem eu realmente pudesse contar. Ano passado fiz duas amigas que sei que vou levar elas pra vida. Só tem um problema, elas são de SP capital e eu sou de uma cidade pequena na região de Campinas. Então não podemos nos ver sempre (esse ano msm, só nos vimos em janeiro). Eu sempre reclamo da minha cidade, porém hoje eu saí de casa e foi diferente, eu estava reparando e é uma cidade boa..... Para quem tem amigos😓. Eu sempre sofri bullying na escola por ser gordinho, até hoje eu sou (nada tão desesperador), eu sei que não sou nenhum galã, mas também não me acho feio (pra ser esse o motivo de eu não ter amigos). Eu sou gay e tbm nunca tive nenhuma experiência, a única coisa que aconteceu, que foi BEM recentemente, foi que eu fiz sexo oral em um menino, mas tipo, eu sou bv, eu nunca beijei. Esse fato também de nunca ter sequer encontrado alguém que gostasse de mim, mexe com minha autoestima, e quando eu vou num comércio por exemplo, e o funcionário é algum jovem na minha faixa de idade, eu sinto como se a pessoa só falasse comigo por educação, pq se dependesse da vontade dela, ela não iria dirigir a palavra a mim. Eai eu olho ao meu redor e vejo os jovens com seus amigos, namorados(as), e fico pensando: pq comigo não poderia ter sido assim? Várias outras pessoas que eu vi sofrendo bullying, hoje tem uma vida social que eu desejaria ter. Talvez vcs se perguntem pq eu não vou pro tinder e apps do tipo.... Mas sim, eu estou neles há mais de um ano, e como eu não sou do tipo que só procura sexo, eu não acho pessoas que se atraiam por mim, as conversas nascem praticamente mortas, as pessoas são vazias, não mostram interesse, ou então eles tratam todo mundo da mesma forma (que é como se a pessoa tivesse gostado de vc, porém ele só quer saber se vc vai pra cama com ele). Existem tantas outras coisas que eu poderia dizer, como que volta e meia eu tenho umas crises de choro por causa dessa solidão, e medo de perder as amigas que eu tenho. Mas enfim, é isso😪
submitted by Luis0077 to desabafos [link] [comments]


2020.11.20 23:38 Viyum227 Descompasso no sentimento

Eu estou ficando com uma garota desde o começo do ano, ficamos um tempo sem se ver por conta da pandemia mas continuamos a conversar. Eu desenvolvi grandes sentimentos por ela e em um certo ponto ela também desenvolveu por mim. Nós dois nós consideramos namorados embora não tenha tido um pedido oficial.
Ela sempre foi muito gentil e carinhosa comigo, e eu nunca faltei com ela. Sempre ajudei em tudo que pude, fiz de tudo para agrada-la, apresentei ela pra alguns amigos e jogamos juntos.
A questão é: Ela nunca me apresentou para ninguém, quando ela joga com os amigos dela ela da uma desculpa pra não me incluir. Além disso, de repente ela se tornou seca. A pessoa que me mandava textos enormes de amor, hj me responde com base no kkkkk, boa, oloko, tbm te amo.
Não sei o que aconteceu, já tentei conversar mas sinto que ela não se abriu totalmente comigo. Quando jogamos, ela praticamente me ignora e dá toda a atenção para quem tbm está jogando com a gente. Até na questão sexual ficou tudo diferente, os flertes que eu faço já não dão mais reação, minhas tentativas são ignoradas ou respondidas friamente com eita ou oloko. O único momento que ela é mais sentimental comigo é quando a gente se encontra, mas mesmo assim, eu tenho de implorar para nós vermos.
Faço de tudo para ela, trato ela super bem, apoio ela nos momentos de insegurança, ajudo a resolver os problemas, mas não vejo ela fazendo o mesmo por mim. Me sinto muito mal com essa situação. Já tentei conversar mas ela só diz que está pensativa ou que assim é o jeito dela.
Sei lá meu, sentimentos são algo estranho. Amo muito ela, não quero que as coisas acabem assim. Mas acho que o sentimento dela por mim não está mais crescendo...
submitted by Viyum227 to relacionamentos [link] [comments]


2020.11.20 13:11 DucksAreKindaCute Meu namoro acabou e a dor tá insuportável

Eu já escrevi e reescrevi e não sei por toda essa situação em palavras. Só, depois de anos lidando com a própria depressão, tanto ele quanto eu, meu namorado tava com medo de morrer. Ele disse que chegou num ponto que se ele não se resolver logo, ele vai acabar fazendo uma besteira. E pra se resolver, ele não pode estar comigo agora.
Ele pediu desculpas por ter sido insuficiente, por me amar antes de aprender a amar a si mesmo, por ter desperdiçado meu tempo... eu não queria que ele visse as coisas desse jeito. Que ele se visse desse jeito.
Eu não queria que tudo precisasse acabar pra ele poder se cuidar. Queria ter dito algo antes, ter falado com a mãe dele sobre tudo isso antes, ele sempre dizia que tinha medo de ela não entender, ou de preocupar ela e deixar ela em desespero quando ela já tinha muitas preocupações. Eu devia ter dito algo, ter feito algo antes que chegasse tão longe. Queria não ter insistido tanto pra que ele me explicasse as coisas, pra me fazer entender o que ele tava sentindo, porque não tinha como eu entender. E mesmo não me entendendo tantas vezes, ele sempre esteve ali pra mim.
Só queria ter feito algo diferente. Sei que é contraprodutivo isso agora, ficar pensando em mudar o passado, e nada que alguém disser vai aliviar o que eu tô sentindo agora. Eu só queria que as coisas pudessem ter sido diferentes.
Mesmo ele dizendo que não me culpa, e me pedindo tantas desculpas, parte da culpa é minha. Porque todo mundo tem problemas, e eu empurrei demais os meus em cima dele, problemas pequenos, paranoias imbecis, coisas que eu deveria estar conversando com meu psicólogo e nunca soube como começar a falar disso. E colocando meus problemas nele, tirei o espaço que ele tinha pra lidar consigo mesmo.
Eu tô tentando não pensar em tudo isso, mas não consigo. Dividi tanta coisa com ele que meus hobbies, o que me trazia alguma felicidade, é parte lembrança dele também. Tem muita memória nossa no meu quarto, nas minhas coisas, nas coisas que as pessoas falam, e é muito difícil só filtrar isso e deixar o que é meu pra tentar não sofrer.
Logo mais preciso ir trabalhar, e não sei como vou fazer isso. Eu não posso parar um minuto, porque se eu parar eu penso, e se eu pensar eu choro. Eu fico pensando nas últimas coisas que falei com ele. Ele disse que não queria que fosse um adeus. Que finalmente se abriu com a mãe dele, e que ela disse que se ele me ama, vale a pena dar tempo ao tempo, pensar com calma, e esperar. Ele disse que vai dar esse tempo, mas que não quer que eu crie esperanças, porque ele não pode me prometer nada. E eu falei a verdade, que não posso dizer que não espero nada. Alguma esperança eu vou continuar tendo.
E eu tô me agarrando nessa esperança com mais força do que eu deveria. Eu não queria que dois anos e meio juntos acabasse assim. Não queria apagar todo o futuro que eu imaginei com ele. Não queria que ele pensasse em morrer, e que ele precisasse se afastar pra se impedir de fazer algo contra ele mesmo. Queria que ele pudesse cuidar dele mesmo, mas sabendo que eu estaria aqui se ele precisasse. Eu não iria resolver ele, porque só ele pode fazer isso. Mas eu estaria aqui. Queria ter feito isso, queria não ter exigido tanto dele pra mim quando faltava pra ele mesmo.
Eu nem sei mais o que eu tô falando, o que tô pensando. Só tô escrevendo e chorando, e tentando chorar tudo que eu tiver por agora, porque no trabalho eu não vou poder chorar. Eu só espero que ele tenha certeza que eu o amo, mais do que eu achei que poderia amar alguém. Não importa quantas vezes eu tenha dito isso, queria ter dito mais. Queria poder falar isso pra ele todos os dias de novo. Queria que ele achasse uma forma de me amar que ele pudesse aprender a amar ele mesmo também. Queria poder dizer o que meu psicólogo me disse. Que ninguém precisa se afastar de quem ama pra cuidar de si mesmo, porque é importante ter gente que te ama perto. Porque quem te ama não vai resolver teus problemas, isso é com nós mesmos. Mas vai estar ali te dando amor mesmo assim.
Mas eu preciso respeitar o espaço dele. Eu sei que não importa o que eu disser, a cabeça dele já tá feita sobre isso. Se for pra mudar de ideia, se for pra fazer diferente, se for pra voltar, vai ter que partir dele. E eu tô aqui esperando, tentando não esperar, porque eu não posso esperar. Eu preciso parar de chorar. Eu nem sei pra quem eu tô escrevendo isso, pra que, eu só precisava por pra fora de algum jeito. E eu nem sei se alguém vai ler. Ou se eu quero que alguém leia. Só vou deixar aqui e esquecer que escrevi isso.
submitted by DucksAreKindaCute to desabafos [link] [comments]


2020.11.19 19:35 Sad_Satisfaction_465 UM GRANDE TEXTO. AJUDE CASO LEIA, NÃO AGUENTO MAIS!

Bom sou uma pessoa qualquer que conheceu uma garota é namorou 2 anos com ela. Bem o fato que agora ela simplesmente me deixou, e tô tentando buscar alguma explicação. Bem eu vou contar toda história mesmo é assim venho pedir pra não só julgar por alguns atos mais também me ajudar.
Bem, eu tinha 19 anos, minha avó faleceu eu fiquei sem rumo na vida pois era ela minha base. Assim com um pouco de envolvimento com drogas ( maconha ) eu comecei a sair com um amigo que também fumava, então era toda madrugada de rolê. ( Devo ressaltar que moro em uma cidade litorânea então muitas pessoas de alta renda moram aqui,). Em um certo dia saímos de rolê, e esse meu amigo tem uma família de boa influência na cidade sendo ela de classe alta, então fomos na praia de madrugada e acabamos encontrando a irmã dele. Ela estava com uma amiga e mais dois amigos. Bem, fomos de encontro e conversamos lá um tempo, aconteceram algumas coisas nesse meio tempo mais nada muito interessante. Conversei muito com essa amiga da irmã do meu amigo, ela tava ficando com outro menino no dia então foi um papo super saudável. Assim fomos embora, e falei com meu amigo que tinha me amarrado nela kk, bem eu mandei msg na mesma madrugada e ela me respondeu, ( até pq o menino lá era um babaca) kkk, bem na época eu tinha uma Shineray, chamei ela pra sair e já sabe né. Depois daí começamos a se ver todo final de semana, nada sério mais era bom.
Então um certo dia, ela mandou msg falando que não dava mais, que não queria mais, então eu aceitei, tipo tudo bem, fiquei mal mais como não era nada sério de boa. Assim sai com um amigo 2 dias depois, e conheçi uma garota, mais não era uma pessoa pra ficar ao lado. Acabamos ficando e assim continuamos. Bem uma semana depois eu vi a mina que tinha me dispensado no storys, então magoou o coração, mandei msg e ela acabou falando que tava sentindo falta, assim a gente se viu e voltámos a ficar. Bem então agora eu estava ficando com duas pessoas, maaass. As duas também estavam ficando cm outras pessoas por fora, a menina que namorei não me falava mais eu sabia por fora, já a outra me falava pq no final ninguém tinha nada sério, então isso tanto faz.
Bem, eu queria algo mais com a primeira garota, era tudo que eu mais queria mesmo, ela era foda até então, e uma pessoa simplesmente legal de conhecer. Então eu fiquei alguns meses pedindo pra namorar com ela, ela negava, no caso por está dividida em ficar CMG ou com a outra pessoa que ela ficava. Bem como eu ficava cm aquela outra menina também não esquentei muito. Assim nesse meio tempo as duas descobriram que eu ficava com uma e com outra. Bem na minha cabeça tanto faz, eu só queria a menina que tinha conhecido na praia porquê querendo ou não quando a gente tava junto era bom pra krl.
E um dia ela aceitou. Então parei de ficar com a outra menina, e ficamos de boa. Bom assim começou a turbulência.
A gente começou a namorar, no dia 17, meu aniversário era dia 21, eu ia fazer 20, achei que ia passar o dia com ela, mais no final acabou que passei meu aniversário sem ninguém., Bem rolou que fizeram festa pra mim, mais a outra grt estava, bem eu fui pra não desapontar ninguém então ela ficou com raiva porque tinha a outra menina, mais eu nem tava ficando cm ela mais então tava de boa pra mim. Brigamos e resolvemos isso, bom aí veio uma fase estranha, brigamos um pouco sobre atitudes, e nunca pareceu que eu ia conseguir me adaptar aos padrões dela. Bem sei que devo ser eu sempre mais eu queria mesmo ter ela por perto. Eu amava aquela garota, não ia ter sentido ficar sem ela. Continuamos em meio isso tudo, cm 2 meses de namoro foi aniversário de um amigo meu, justamente no dia do aniversário da mãe dela, bem, ela não me convidou pra ir, quando foi a noite meu amigo me chamou eu fui, e lá estava a mina que eu eu ficava, bem, assim veio minha falha, fiquei com a garota, dei um beijo nela e ficou por isso mesmo. Sim eu tinha traido a garota eu eu mais gostava, a garota mais importante pra mim. Eu me senti muito pra baixo depois, me arrependi, mais me calei. ( Sobre isso, lembrando que ela não me chamou pro aniversário da mãe, não chamou o próprio namorado, que afinal não sabia de nada, e pra completar ela chamou o ex ficante, pq ele era amigo da família e amigo dela, bem isso fui saber só depois, mais seguimos...)
Errei, e guardei pra mim, me distanciei de tudo e todos é pensei muito no que eu tinha feito, sabia que era muito errado, sabia que se eu falasse ela não ia me perdoa. Assim foram passando os meses, e cada dia que eu acordava tinha que conquista ela dnv, digo de um jeito que ela ficasse CMG, ela falava que não tinha segurança, por causa do que tinha rolado antes da gente namorar, sendo que ela tbm ficava com outras pessoas. o foda que nessas brigas ela me humilhava muito, me tratava como lixo, e sempre estive correndo atrás. Ela disse eu não me importava, mais eu sou uma pessoa desligada pra dar as coisas, ou fazer surpresa, e meu jeito, em compensação nunca faltou nada, e sempre fiz de tudo. Bem nossa relação era grande, de intimidade gigante, ficávamos o dia inteiro junto fazendo as coisas um pro outro. Mais sempre o que fodia era essa coisa de não confiar em mim, até então eu não tinha falado o que eu tinha feito então ela não sabia. Bom eu fiz algo que na minha cabeça ia dá certo, masss,.
EU FALEI A VERDADE. Tipo eu falei o que tinha feito, eu falei que queria que ela confiasse em mim, pq eu tinha planos com ela, é tudo, a gente já tinha 8 meses de namoro então eu já tava mais focado no que queria.
Ela terminou comigo, obviamente. Fiquei 3 dias direto chorando, e CORTEI minha coxa escrevendo "LIXO", realmente eu fiquei super abalado, e desgraçadamente mal. Pedi e implorei ela pra não terminar comigo. E no 3 dia ela aceitou, tava no início da pandemia então a gente não tava se vendo. ( Sobre a gente se ver, o padrasto dela não gostava de mim então era meio difícil quando ele estava em casa pois a casa era dele, então só conseguia ver ela quando ele não estava assim eu ficava só a mãe dela que sempre foi de boa, então era assim, sempre lutamos pra nós ver ). Na pandemia ele estava, pelo menos no início era bem grave então ele ficou sem viajar pra trabalhar, assim depois de 1 mês mais ou menos consegui ver ela, no posto, foi pouco tempo, passou dias e ela conseguiu fugir pra ficar CMG fizemos isso 2 finais de semana. Bem após a mãe dela viajou pra uma cidade do Brasil, e o padrasto ficava na obra então passei o mês de julho desse ano todo na casa dela, com ela. Nesse mesmo mês foi meu aniversário de 21, e foi um dos melhores. Bem esse mês passou, nós conversamos bastante sobre as coisas que tinham acontecido, é até então tava tudo bem.
A mãe dela voltou e logo que chegou ela me disse que queria ir pra cidade que a mãe tinha ido, ver os irmãos e a família. Eu falei tudo bem, okay poxa, é no outro dia ela comprou a passagem e foi, sem muito tempo pra me ver, e se despedir de mim. Eu fiquei super mal, muito mesmo, pois mesmo falando pra ela ir, não achei que ia ser assim, do nada, ela ia voltar só depois de 30 dias, e tinha me falado que ia ser 12, bem 25 dias lá, ela terminou comigo, e eu aqui não pude fazer nada, ela não me atende mais, não me responde mais, não liga mais se tivemos ou não algo. ( Bom quero explica que foi muita coisa que a gente viveu, querendo ou não, sempre um fortaleceu o outro, sempre um ajudou o outro, sempre foi um pelo outro. Mass.,) Bom ela terminou, eu pedi pra não fazer isso, pq tínhamos conversado, é ela falou que queria um tempo, bem nesse tempo me isolei, trabalhei, e estudei. Semanas atrás vi foto dela segurando a mão de outra pessoa, e mandei msg, ela disse que tava conhecendo. E assim acabou tudo que eu tinha de feliz. ( Lembrando que ela vai voltar dia 18 de janeiro, e não sei o que fazer )
Bom eu não sei como explicar a partir desse momento mais, eu amo realmente dms ela, faria realmente qualquer coisa, ela me disse que foi, terminou, não sentiu falta é foi isso. Eu tô me sentindo vazio já tem um tempo, eu n consigo fazer nada e as vezes eu não consigo comer, bem eu posso ter errado mais não sou babaca, eu cresci bastante, nada mais tá fazendo sentido. Sei que vai tem milhares de pessoas no mundo, melhores ou piores mais essa menina realmente é uma pessoa incrível na minha forma de ver, mesmo ela fazendo isso agora, simplesmente tenho me sentindo abandonado, não quero muito contato com as pessoas, exclui as redes sociais, é eu faço música mais nem isso tem me deixado bem. Já tem umas semanas, e não é medo que isso não passe, e sim todo sentimento de não ter ela mais pra me abraçar ou pra ficar falando besteira comigo. Tô na merda galera, não quero me permitir esqueçer como se tudo fosse nada, não dá. Prefiro ficar assim.
Ass: #olixodalife
submitted by Sad_Satisfaction_465 to desabafos [link] [comments]


2020.11.19 19:16 Mystoganstein Término por motivos de jogo excessivo. Fiz certo?

Então, eu estava aqui no reddit respondendo alguns desabafos e senti a necessidade de postar o meu e talvez ter algumas respostas. Seguinte tenho 23 e ele 27. Eu sou formada em direito e ja trabalhei 3x e saí do ultimo serviço que inclusive gostava muito, pois decidi estudar para concurso e meu pai me apoiou e disse que seria melhor já que o serviço tomava muito meu tempo. Estudo há uns 2 anos quase. Meu namorado já tem 27, nunca trabalhou, comecou a faculdade pq eu vivia dizendo, porém ele joga demais. Demais mesmo. Eu gosto de jogar, inclusive foi nosso ponto comum qd iniciamos o namoro, so que ele deixa de viver pra isso. Ele mora com os avós, qd nos encontramos tem de ser lá. Estou nesse relacionamento há 6 anos e só temos privacidade de Fato quando os avós dele viajam. Sempre converso, peço para ja q tem a oportunidade, estudar pra gente conseguir as coisas juntos, crescermos juntos, mas ele nunca me ouve. Comecei a sentir muita angústia e a pensar " poxa, será que só eu tenho esse objetivo de termos nosso lugar, no minimo uma qualidade melhor de namoro?". Só nos vemos 1,2 x na semana pq n me sinto confortável indo muito pra lá e ele tb não chama mais vezes. Tomei a decisão de terminar, mas ta doendo demais pq foram 6 anos de namoro. Outro fator que importa mencionar é que ele sempre me ajuda quando n tem que sair da zona de conforto. Nunca vou esquecer da vez q eu n tinha dinheiro pra uma inscrição ele pagou pra mim. Porém quando as vezes preciso me deslocar pra outra cidade, para fazer exames e etc, ele mesmo tendo todo o tempo do mundo, mesmo eu dizendo q vou pagar a gasolina, ele nunca quer me ajudar, e sempre preciso recorrer ao meu pai pra ir dirigindo pra mim pq ainda estou de recém carteira tirada e preciso de alguem pelo menos pra me acompanhar. Esses dias até meu pai me disse : filha, namorado precisa ajudar nessas coisas também ". Pq todo mundo sabe que ele tem o tempo, mas falta o interesse. Mas tem mtos outros fatores q se eu falar aqui fica muito grande. Bom, estou muito mal e tendo muitas duvidas mesmo se fiz o certo visto q nós gostamos um do outro. Obrigada por ler.
submitted by Mystoganstein to desabafos [link] [comments]


2020.11.19 14:09 p4ndit Estou acostumada a desabafar sozinha

Oi gente, esse é meu primeiro post aqui, como sempre fiz, mesmo quando entrei no servidor do reddit e nesse espaço de desabafo... eu segui não desabafando pra nada nem pra ninguém, só pra mim mesma, na cabeça e nos diversos documentos do Docs, atualmente frases soltas que pra mim não fazem sentido nenhum.

Hoje eu criei coragem de falar algumas coisas por aqui, por que tenho pensado na vida de forma um pouco mais diferente.
Durante esse ano de 2020, que foi péssimo para a maioria das pessoas - principalmente as mais vulneráveis nesse governo de merda - mas em meio aos meus privilégios de uma mulher de classe média, eu me sinto até mal em dizer que foi um excelente ano para mim - dentro de casa.
a faculdade voltou a fazer sentido, eu consegui fazer autoanálises incríveis, conclui alguns cursos, comecei a fazer yoga, estou morando junto com meu atual namorado e ainda não nos matamos (estamos juntos a 1 ano e 3 meses, praticamente estabelecemos nosso relacionamento na quarentena), me senti útil. Dei pé em projetos pessoais e compreendi a forma como os meus amigos se dão nas minhas relações - os grupos, as frequência, com quem posso contar e quem soma as minhas coisas. Tudo bem que chegou um ponto onde eu quase fiquei com uma ansiedade social, mas depois se resolveu. Consegui marcar meus médicos, apesar de ter quebrado 2 dentes e ainda não ter tido como arrumar. Ganhei muito móveis para minha casa (coisa que eu não tenho como comprar, e nem tinha móvel na minha casa - queria poder mostrar pra vocês a diferença de 1 ano desse apartamento).
Minha organização interna, tranquila.
Sobre minha faculdade, eu não desisti, ainda posso contar a história dela aqui, caso alguém acha interessante o que escrevi, tanto em forma quanto em conteúdo, mas me dei conta de que vou sair da faculdade com 10 anos de curso - Um curso de 5. Ou seja, passei o dobro de tempo na universidade. E não sei muito bem como me sentir sobre isso, acho que ainda estou processando.
Tudo que for extracurricular me atrai, sinto como se a faculdade já não tivesse mais nada para me acrescentar, também depois de tantos anos. Resolvi pegar matéria EAD para adiantar minha vida, o período não é obrigatório, mas quis, isso vai até contra meus posicionamentos relacionados a política do período eletivo. Enfim, tive que fazer minha primeira prova ontem e quase morri com uma crise de ansiedade.
Tenho uma professora que me acolheu muito bem, participei de um projeto de pesquisa, publiquei um capitulo de livro, entrei na continuação desse projeto e fui convidada para participar de outro. Será que vou ser pesquisadora? Acho que não, eu sinto que não sei escrever. Por exemplo, até agora não tenho nada do meu TCC e não sei nem por onde começar. Eu fico ansiosa sempre que penso sobre a necessidade de escrever.
Meus projetos pessoais estão fluindo de forma bem calma. Desenvolvi meu brechó, e já estou trabalhando num 'upgrade' dele. Criei um Instagram voltado para meu curso, ainda não fiz muita coisa, mas vai sair. E voltei a fotografar, modelar e editar - tudo de forma bem amadora, mas sempre fui apaixonada por fotografia e até trabalhei num estúdio. Aprendi a bordar, e tenho feito pequenos bordados e reparos em peças do brechó. Descobri que todos esses processos criativos me atraem muito, fico me perguntando como eu poderia fazer sempre pra melhorar e alcançar mais pessoas, quero que as pessoas recebam informação e conteúdo de qualidade. (Será que eu quero ser criadora de conteúdo? como fazer isso a essa altura do campeonato? - enfim, apareceu a duvida quando eu tava escrevendo)
Diante de tudo isso, ainda me sinto invisível. Eu não sei qual é o meu problema. Me sinto velha, me sinto incapaz, não sinto valorização do meu esforço e do meu trabalho.
As redes sociais não ajudam também, fico triste com números, fico triste com pouca interação. fico triste com coisas idiotas. E sei lá, eu só queria sentir um pouquinho que se eu continuar, pode ser algo interessante pra mim.
Esse é o primeiro momento da minha vida que eu me sinto feliz, mas ainda tenho medo dos julgamentos.

Inclusive eu não costumo conversar com ninguém sobre essas minha inquietações, eu só sigo, continuo escutando os outros e pensando, pra mim, dentro da minha cabeça, e as vezes não sai disso. Como eu disse, estou acostumada a desabafar sozinha, e essa talvez seja mais uma página minha por aí, que não vai fazer sentido nenhum.
submitted by p4ndit to desabafos [link] [comments]


2020.11.19 13:55 wisemann_andy Se chegar na garota da padaria

Bom dia amigos! Essa é a primeira vez que posto aqui e gostaria de pedir uma sujestão ou opiniões do que já tenho em mente em como fazer o que estou pretendendo. Na padaria perto da minha casa, tem uma das garotas do caixa que eu já fico paquerando ela e olhando há uns meses, naquela intensão de fazer ela perceber. Não sei se as outras garotas do caixa do lado já perceberam kkk Hoje no ônibus indo para o trabalho, me veio a ideia de pedir o número dela. Mas como a nossa "intereção" é apenas ela dizer o valor total e eu pagar e agradecer, as possibilidades de puxar assunto sem parecer conversar de tiozão dando em cima, são poucas. Ainda mais se tiver outros clientes na fila também. Minha ideia principal era tentar a sorte de na hora de entregar o dinheiro para pagar, entregar junto um papel com uma mensagem pedindo o telefone dela. Ou talvez antes de fazer isso, um dia sondar para alguma das amigas de trabalho dela, o nome dela e se ela tem namorado (o que é importante saber pra não criar expectativas) e no outro dia tentar passar a mensagem (o que depende também se ela possa está no caixa nesse dia). Não sei o que poderia fazer primeiro ou então se deveria ser direto assim na mensagem dizendo, qual o seu número? Sem assusta-la. Sei que pode parecer bobo ou até infantil essa minha atitude, mas como falei antes, minha interação com ela é bem básica, e como ela está no ambiente de trabalho, não quero também chamar atenção ou prejudicar. Estou aberto a ideias e sugestões. Obrigado.
submitted by wisemann_andy to relacionamentos [link] [comments]